terça-feira, 10 de julho de 2012


Rios e barragens secaram devido à estiagem.


segunda-feira, 14 de maio, 2012


Os rios, riachos, açúdes e barragens do Sertão, Agreste e na Zona da Mata retratam bem o tamanho da estiagem em Pernambuco.

As unidades que ainda não secaram estão perto disso.

Em Triunfo, conhecido pelo clima ameno e distantes 402 quilômetros do Recife, até poços estão secando. A água deixou de correr no Riacho Canaã.

“É muito difícil ver o Canaã desse jeito. A água do riacho não parava de correr há cinco anos”, disse o motorista Sidney Rufino, 37 anos.

O Canaã desemboca no Rio Pajeú, que também secou.

Imagem semelhante pode ser vista no Riacho do Chinelo, em Carnaíba, município sertanejo a 399 quilômetros da capital.

Grande parte do Chinelo está vazia. Isso porque a barragem com o nome do riacho não sangrou neste ano.

A Barragem Barra de Juá de Floresta, longe 434 quilômetros do Recife, encontra-se em nível considerado crítico. Menos de 30% de sua capacidade.

Sem água doce por perto, os sertanejos compram água a “peso de ouro”.

A aposentada Antonia Matos, 87, de Serra Talhada, distante 412 quilômetros do Recife, paga R$ 10,00 por um tonel de 200 litros de água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga