sábado, 14 de julho de 2012


Bahia recebe financiamento de R$ 16,7 milhões para gestão ambiental .


Prezados amigos - Achei por bem levar ao conhecimento dos amigos esta notícia e um comentário sobre a mesma (em anexo), já que ela diz rspeito à crise hidroclimática (ambiental) por que passa a Bahia, ao pretenso terceiro eixo de transposição do Velho Chico e, até, às águas subterrâneas do aqüífero Urucuia, considerado a "caixa dágua do São Francisco!", com o que concordo. Tal matéria foi postada no site da ABRH-Gestão por um participante de debates, o Sr. João Clímaco. Abraços, José do Patrocínio Tomaz Albuquerque.

Na contramão.

Enquanto a Bahia tem quase 300 municípios em estado de calamidade pública por questões hídricas, o mascate ambiental Eugênio Spengler endivida o estado com US$ 16,7 milhões de dólares para fazer gestão de recursos hídricos da região metropolitana e Bacia do Leste. Bacias de rios permanentes.

É bom lembrar que a maioria das quase 300 cidades que se encontram em estado de calamidade pública pertencem as Bacias de rios Intermitentes (a maior parte do ano sem água), Bacia do Verde e Jacaré, Salitre, Paraguaçu e Itapicuru.

Foto: Divulgação

O Secretário do Meio Ambiente da Bahia, Eugenio Spengler, e o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil (BID), Juan Carlos De La Hoz, assinaram nesta quarta-feira (27), em Brasília, o Programa de Desenvolvimento Ambiental do estado da Bahia, que receberá o crédito de US$ 16,7 milhões, com US$ 6,7 milhões de contrapartida do estado. O objetivo do pacote é acelerar os projetos de gestão ambiental que já são realizados no estado e terão os prazos de quatro anos para execução e de 25 para pagamento. La Hoz destacou que o programa baiano é o primeiro destinado pelo banco ao desenvolvimento sustentável assinado após a realização da Rio+20.“Essa é uma circunstância super positiva, pois vamos aplicar nossos recursos em dois pontos que marcaram a Conferência e que necessitam de gestão ambiental: a preservação dos recursos hídricos e da biodiversidade”, disse. Os recursos deverão ser aplicados no fortalecimento da capacidade de planejamento da secretaria e na conservação das Áreas de Preservação Ambiental (APAs) de duas regiões: a Região Metropolitana de Salvador (RMS) e a Bacia do Leste. “O objetivo do programa é modernizar o sistema de gestão ambiental do estado da Bahia contribuindo para a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais, principalmente, dos recursos hídricos”, explicou Spengler.



Um comentário:


Será que ninguém na Bahia tem peito para desbancar este "Secretário Contra o Meio Ambiente"? A Bahia arrecada com emissão de licenças ambientais para todos os setores quase 200 milhões e não se sabe para onde vai o dinheiro. Isto sem se falar no incremento com grandes empreendimentos eólicos, minerários, Porto Sul e o grande avanço de expansão agrícola em Luís Eduardo Magalhães (Oeste Baiano)@ 8@ tabiliza um grande problema socioambiental que vai desde a liberação irregular de recursos hídricos para multinacionais e os grandes do agronegócio insustentável. Os baianos recebem em troca: subempregos e repartição de miséria, violência, prostituição, fome, degradação irreversível do solo, saqueamento de recursos hídricos e comprometimento quantitativo e qualitativo, afetando o Aquífero de Urucuia, a "Caixa D'Água do São Francisco", exportação de água e de alimentos para saciar a fome de animais nos EUA e na Europa, deixando os restos de venenos para os baianos. São 120 carretas/mês trazidas pela MONSANTO e congêneres que representam a indústria da morte e da desgraça.

Que é do Eldourado Prometido do Oeste? Os bolsões de miséria e a grande degradação que está posta?
Que é da Revolução Verde dos anos 60 com a monocultura? Desgraças repartidas em largo espectro no âmbito socioambiental?. Que é da Prometida segunda Revolução Verde com os OGMs? Proliferação de cânceres e outras doenças incuráveis...

Ó Bahia de Todos os Santos, que é dos seus filhos mais ilustres que não se levantam contra tantas desgraças perpetradas por este ádvena devastador chamado Eugênio Spengler??? Recorro aqui a Castro Alves em seus vôos altívagos de arroubo contra as desgraças perpetradas, naquela época contra os nossos afrodescendentes. Agora a escravidão se escamoteia de branco veneno, dissimulada e que tem o beneplácito destes agentes desgraçados do Governo Wagner...

Que Bahia é essa de todos vóis degradadores contumazes e sem freios ou brida.
Stamos (estamos) em pleno inferno socioambiental na Bahia!Um pesadelo dantesco de tantos agravos perpetrados, em nome do Meio Ambiente e de todos os baianos... Agora o estalar do chicote se dá pela caneta nefasta do Spengler em ardis e estratagemas em conluio com os empreendedores ilegais que têm o seu beneplácito para degradar ao seu talante o território baiano em larga escala.

A nau pirata e flibusteira da SEMA/INEMA é comandada pelo cruel corsário dos mares tempestuosos que trazem o terror e a miséria socioambiental na Bahia... Ele é o arauto da destruição na Bahia! Promotor mor da instalação da Energia Nuclear no São Francisco, Doador mor de água mineral, recurso estratégico para a Região Metropolitana, para a Brasken, para a Schin e para a Coca-Cola agora em São Sebastião do Passé.
Déspota que prima pelo centralismo, pela pressão e perseguição aos que contrariam suas absurdidades.

Ó Senhor Deus dos desgraçados! Como conter Spengler que quer promover o terceiro eixo da transposição, por falha de gestão em Pedra do Cavalo, entregue de mão beijada à Votorantin, para o finalismo inconsequente de PCH, sujeitando os baianos ao seu pagamento?
Dizei-me vós, Senhor Deus!

Se é loucura... se é verdade, dizei-me Ó Deus! Tanto horror de Spengler perante os céus?!
Ó mar, por que não apagas

Co'a esponja de tuas vagas este maldito pilhador da Bahia?
Astros! noites! tempestades!

Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão e levai para longe da Bahia este funesto Spengler degrador do Meio Ambiente!!!

Fatalidade atroz que esmaga o povo baiano
Mas é infâmia demais! ...Da etérea plaga

Levantai-vos, heróis do 2 de Julho que reclama!
Andrada! arranca esse pendão dos ares!

Colombo! fecha a porta dos teus mares e retirai este maldito Jacques Wagner do Cenário da Bahia porque os baianos não agüentam mais!!!!
Luiz Alberto Rodrigues Dourado


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga