terça-feira, 10 de julho de 2012


Animais morrem vítimas da seca.


terça-feira, 15 de maio, 2012

Os estragos da seca estão por quase todo Pernambuco. Mas são percebidos principalmente no Sertão e Agreste.

Depois da vegetação esturricada, os animais entram na lista das vítimas da estiagem.

Em Floresta, a 434 quilômetros do Recife, os exemplos são muitos.

Desde o início deste ano, quatro reses morreram na fazenda de Ulisses de Souza Ferraz, 83 anos, vítimas da falta de água e de alimentos.

O quinto animal, lamenta o fazendeiro, pode morrer a qualquer momento. É a vaca Lavrada, que perdeu as forças.

De tão fraco, o animal ficou de pé durante oito dias graças à uma tipoia.

Ulisses, ao ver que o quadro de Lavrada era irreversível, resolveu cortar os panos e desatar os nós das cordas que sustentavam a vaca.

O uso da tipoia também acontece no sítio de Juviniana Constança de Jesus, 73.

A agricultora dedica parte do dia para salvar três vacas.

São horas cortando palma, comprada a “preço de ouro”, e colocando água para manter de pé os animais.

“As vacas não valem nem metade do que já gastei. Gasto para não ver os bichos morrerem à míngua”, desabafa.

Se deixarem os animais deitarem, contou Ulisses, as pernas adormecem e, aos poucos, eles perdem a força por completo. E morrem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga