sábado, 21 de julho de 2012


Paraíba terá chuvas acima da média em 2012


Postado por NOVA FLORESTA AGORA on sábado, 17 de dezembro de 2011


O relatório conclusivo de previsão climática para o primeiro trimestre de 2012 em relação às regiões do Cariri, Sertão e Curimataú, apontou probabilidade de chuvas acima da média histórica, de 35%. A Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) apresentou o relatório ontem pela manhã, na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).
As chuvas intensas que deverão atingir a região são decorrentes da influência do fenômeno La Niña. Segundo a Aesa, a temperatura para os primeiros 90 dias do ano nestas regiões deverá ficar dentro da normalidade, e não deve ultrapassar os 38º. O órgão mantém o alerta de que enxurradas semelhantes às que atingiram o Estado este ano no mês julho, possam se repetir no próximo ano.
De acordo com a meteorologista da Aesa, Carmen Becker, a probabilidade de a média histórica para os meses de janeiro, fevereiro e março, seja atingida nestas regiões é de é de 40%, enquanto a de probabilidade de ocorrência de chuvas fracas é de 25%. Ela explicou que a média histórica de chuvas, nestes três primeiros meses, é de 207 mm, para o Cariri e Curimataú e de 452 mm para o sertão. “Como as chuvas do ano começam pelo Sertão, tendem a ser mais forte nesta região, no primeiro trimestre”, acrescentou.
A meteorologista Marle Bandeira da Aesa não descartou a ocorrência de enxurradas como as que atingiram a Paraíba no mês de julho, deixando várias famílias desalojadas e causando destruição em vários municípios. “É de fundamental importância o monitoramento contínuo das condições atmosféricas sobre a Região, para que os órgãos de defesa do Estado e dos Municípios possam se planejar para evitar tragédias como as que assistimos este ano”, afirmou.
A Aesa informou que a reunião também tem o objetivo de deixar a população informada sobre a ocorrência das precipitações e sua intensidade. “Não temos como apontar quanto deve ser a precipitação do período com tanta antecedência, mas diante da possibilidade de ocorrências de chuvas fortes, já estamos preparados para alertar a população destas regiões. É certo que o período vai ser de chuva, com 40% de probabilidade de chuvas moderadas, o que pode ser muito bom para os agricultores”, disse a meteorologista Marle Bandeira. A maior temperatura deve ser registrada no Sertão, atingindo máxima de 38º, e a menor, na região do Cariri, chegando a 22º, consideradas normais para o período, conforme a Aesa.

COMENTÁRIOS

João Suassuna
- josu@fundaj.gov.br

Estudos do Cetro Técnico Aeroespacial (CTA) têm demonstrado que as secas do Nordeste são fenômenos naturais previsíveis. O que lamentamos na matéria acima foi o erro grosseiro cometido na previsão do tempo na Paraíba, motivado por um enorme empirismo, principalmente no tratamento dos dados que foram considerados para se chegar as conclusões apresentadas. Estamos diante de uma das mais severas secas dos últimos 30 anos no Nordeste e a previsão feita, na Paraíba, em dezembro de 2011, apontou para um inverno com precipitações acima da média em toda região Semiárida do Estado. Pelo que consta na previsão, se levou em consideração, apenas, o fenômeno La Niña (que costuma trazer precipitações normais à região), quando, na realidade, se deveria ter considerado, também, outros fenômenos de igual importância, a exemplo da variação de temperaturas do oceano Atlântico, em suas porções Norte e Sul dos hemisférios, que provoca as chuvas no Semiárido, quando a sua temperatura no hemisfério Sul está mais elevada do que aquela do hemisfério Norte. Atualmente, o Atlântico Sul está com suas águas mais frias, o que resultou na grande tragédia ora vivenciada pelos nordestinos.

João Suassuna é Engenheiro Agrônomo e pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco no Recife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga