quarta-feira, 15 de maio de 2013


Falta de chuva provoca prejuízos a agricultores de Remanso, BA.


Município está entre os 262 em situação de emergência no estado. Produção de feijão é uma das culturas mais afetadas pela seca.

Assistam ao vídeo AQUI
 A esperança de uma colheita farta morre a cada dia junto com os pés de feijão plantados pelo agricultor Joel Pereira dos Santos, que há três anos investe na cultura. Ele lamenta a colheita frustrada. "Quando a chuva falta, não tem para onde o feijão crescer e morre tudinho", diz.
O município de Remanso está entre os 262 em situação de emergência na Bahia.
Segundo a Defesa Civil do estado, quase 40% da população está prejudicada pela seca. Várias barragens, rios e riachos secaram. A barragem que abastecia pelo menos 500 famílias, não passa de três hectares de chão seco e rachado.
As histórias de prejuízos por causa da seca se repetem na zona rural de Remanso. O agricultor Sílvio Ferreira passa dias e dias observando o céu à espera de chuva.
A plantação de milho, sorgo e melancia não suportou a estiagem prolongada. A palma é a única planta que resiste à falta de água e o agricultor usa agora água de uma cisterna, que foi abastecida por um carro-pipa há dois meses, para o consumo da família.
 
Sobre o assunto:
MAPITOBA, a verdadeira região produtora de grãos no Nordeste, em regime de sequeiro.
Mapitoba vem sendo apontada como a nova fronteira agrícola do país
por João Suassuna — Última modificação 10/05/2013 15:18

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga