sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Situação volumétrica dos reservatórios das hidrelétricas da CHESF - 22/11/2013



Estamos iniciando uma atividade semanal de informação, aos interessados, dos estágios em que se encontram os níveis de acumulações volumétricas dos principais reservatórios da Chesf, na bacia do rio São Francisco. No caso específico da região do Sub-médio São Francisco - local onde é gerada a maior parte da energia elétrica do Nordeste -, os reservatórios, principalmente o de Sobradinho, acumulam água no período de novembro a abril, para disponibilizarem os volumes acumulados, no processo de regularização das vazões do Velho Chico, no período de maio a outubro. Estamos no dia 22/11/2013, portanto, em período no qual os reservatórios estão numa fase de acumulação volumétrica. Acompanhem a evolução desse processo, nos endereços abaixo, clicando no canal “Bacia do Rio São Francisco”.
22/11/2013
Reservatório            Data                 Afluência                Defluência                Volume
                                                           (m³/s)                     (m³/s)                   útil (%)
Sobradinho            21/11                    0830                       1199                     21,20
Itaparica                21/11                    0950                       1652                     28,60
Xingó*                   21/11                    1523                       1518                        -
* - Não há percentuais acumulatórios, tendo em vista o rio correr em seu leito, a fio d´água
 
18/11/2013
Reservatório            Data                 Afluência                Defluência                Volume
                                                           (m³/s)                     (m³/s)                   útil (%)
Sobradinho            17/11                    0860                       1193                     22,10
Itaparica                17/11                    1080                       1150                     31,10
Xingó*                   17/11                    1093                       1217                        -
* - Não há percentuais acumulatórios, tendo em vista o rio correr em seu leito, a fio d´água
_____________________________________________________________
 
Fonte: Chesf
http://www.chesf.gov.br/portal/page/portal/chesf_portal/paginas/sistema_chesf/sistema_chesf_bacias/conteiner_bacias

Fonte: ANA
http://www2.ana.gov.br/Paginas/servicos/saladesituacao/default.aspx

É o Núcleo de Estudos e Articulação sobre o Semiárido (NESA), da Fundação Joaquim Nabuco, divulgando a realidade do Nordeste seco.

Sobre o assunto:
Comitê do São Francisco critica decisão do governo federal de reduzir a vazão do rio
http://www.remabrasil.org/Members/suassuna/campanhas/comite-do-sao-francisco-critica-decisao-do-governo-federal-de-reduzir-a-vazao-do-rio/view
Considerações sobre a Vazão Regularizada de Sobradinho
http://www.remabrasil.org/Members/suassuna/campanhas/consideracoes-sobre-a-vazao-regularizada-de-sobradinho/view
Vazão do Rio São Francisco deve diminuir, em Sergipe
http://www.remabrasil.org/Members/suassuna/campanhas/vazao-do-rio-sao-francisco-deve-diminuir-em-sergipe/view
Problemas no Rio São Francisco são mais graves entre Sergipe e Alagoas
http://www.remabrasil.org/Members/suassuna/campanhas/problemas-no-rio-sao-francisco-sao-mais-graves-entre-sergipe-e-alagoas/view

COMENTÁRIOS
João Suassuna – Pesquisador da Funação Joaquim Nabuco, Recife
Segue a lenta agonia da represa de Sobradinho. Atualmente ela encontra-se com cerca de 21% de seu volume útil preenchido. Autorizada a lançar, da represa, vazões reduzidas para o Submédio e o Baixo São Francisco, a Chesf vem proporcionando, à vazão regularizada do rio, reduções preocupantes. A represa foi construída para regularizar a vazão, nas aludidas regiões, em cerca de 2060 m³/s. Atualmente, mensurações, em sua Foz, dão conta de uma vazão média regularizada da ordem de 1850 m³/s. A permanecer esse critério de lançamentos de Sobradinho, a tendência é de piorar a situação volumétrica do Velho Chico. Isso porá em risco pretensões futuras de ampliação do potencial gerador de energia, com a construção de novas hidrelétricas na calha do rio.

 
por João SuassunaÚltima modificação 22/11/2013 15:27

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga