terça-feira, 26 de fevereiro de 2013


A TRANSPOSIÇÃO E A FALSA PROFICIA DE LULA, artigo de Chico Pinto.


“Estou percebendo que a obra vai ser inaugurada definitivamente em 2012, a não ser que aconteça um dilúvio”. Quem disser que esta frase é do ex-presidente Lula, acertou. E quem afirmar que ele se referia às obras da transposição do Rio São Francisco, também está com a razão.

http://www.facebook.com/chicopinto.neto?group_id=0



A falsa profecia de Lula foi decantada 22 dias antes de passar a faixa presidencial para Dilma Rousseff, durante a sua última viagem ao Nordeste como Presidente da República, tida como uma viagem sentimental à sua terra. Ocorre que o dilúvio não veio, as obras estão abandonadas, não se sabe qual será o seu destino e a promessa de Lula se evaporou no “sol” ardente da demagogia.

O pior de tudo isso é que ele, o Lula, transformou a presidente Dilma, sua sucessora, em co-responsável por este constrangimento. Chefe da Casa Civil de Lula, Dilma coordenava o PAC, que tinha na transposição sua mais vistosa prioridade. Na campanha de 2010, a obra foi à vitrine como um grande feito de Lula e da candidata do PT.

Como bem disse o colunista Josias de Souza, do blogosfera/UOL, “decorridos dois anos de sua presidência, Dilma manuseia contas de que dão ao discurso de campanha a aparência de um estelionato verbal”. Para confirmar o vexame basta apenas observar os números. Pelos dados oficias menos da metade da obra (43%) está pronta e, mesmo assim, abandonada e já deteriorada por falta de manutenção.

O projeto que deveria ter livrado o sertanejo do flagelo da seca no ano da graça de 2012, está abarrotado de suspeita de fraude em cinco dos 14 lotes. Os processos referentes a quatro desses lotes estão ainda em fase de conclusão. Um deles já foi concluído e encaminhado para a análise do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União. O TCU já avisou que, se não melhorar a gestão, o atraso pode ser ainda maior.

Para se ter uma idéia de quanto à população está gastando com este projeto, basta apenas dá uma olhada nos números. O orçamento inicial, avalizado pela então ministra Dilma foi da ordem de 4,8 bilhões. Hoje, o Governo Federal estima que o custo da obra já extrapole a quantia de R$ 8,4 bilhões, ou melhor, dobrou de valor. Pior ainda, as empreiteiras reivindicam mais.

Programado para ser concluído em 2012 a transposição do São Francisco, queira Deus, está previsto para ser inaugurado no próximo mandato da Presidente Dilma, isto é, se for reeleita ou, em caso de dilúvio eleitoral, pelo sucessor. Lá prá 2015 se a roubalheira não atrapalhar.

Enquanto esta vergonha nacional vive adormecida nos gabinetes ministeriais, milhares de nordestinos vivem à mercê do abandono e da desfaçatez. Convivem com a demagogia desvairada, com o descaramento silencioso e com as falsas promessas.

Por conta desse malogro oficial, o nordestino, mais uma vez, é obrigado a se deparar com o profundo sofrimento, provocado pela falta d’ água para si e para o seu rebanho, que morre pelas estradas afora de fome e de sede, deixando prá trás apenas o mugido da dor e da revolta.

Mesmo assim, ainda temos esperanças e ficamos no aguardo de que os nossos representantes, pelo menos, criem um pouco de vergonha na cara.

por João Suassuna— Última modificação 15/02/2013 12:53

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga