sexta-feira, 19 de julho de 2013

Deputado paraibano Assis Quintans cobra em Brasília celeridade na oferta de milho para agricultores da PB

O deputado Assis Quintans (Democratas), representando a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), se reuniu em Brasília na quarta-feira (17) com o diretor de Operações e Abastecimento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Marcelo Melo.



O deputado Assis Quintans (Democratas), representando a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), se reuniu em Brasília na quarta-feira (17) com o diretor de Operações e Abastecimento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Marcelo Melo, para cobrar a regularização e celeridade da oferta de milho através do Programa de Venda em Balcão. O encontro faz parte do trabalho desenvolvido dentro da agenda positiva criada pela Mesa Diretora da Casa.

De acordo com o deputado Quintans, durante o encontro foi discutida a promessa da presidente Dilma Rousseff (PT), que durante visita à Fortaleza fez um pronunciamento e afirmou que o governo disponibilizaria toneladas de milhos a produtores rurais atingidos pela estiagem com preço subsidiado e disse que o governo estava estudando opções de transportes.

Porém, segundo o parlamentar, a situação dos agricultores que dependem do milho ainda continua difícil, devido a falta do grão. "Nós mostramos que na realidade há um distanciamento grande do que Dilma mostrou em Fortaleza sobre o suprimento do milho. Há 70 dias não se recebe o grão nos pólos da Conab, no interior da Paraíba", disse Quintans.

O deputado destacou ainda que o pleito do Poder Legislativo foi bastante receptivo e a reunião bastante produtiva. O diretor de Operações e Abastecimento da Conab, Marcelo Melo, garantiu que deve haver reforço na distribuição do milho a partir do mês de setembro.

A demanda por milho para a alimentação animal aumentou de 2.580 cadastrados (em maio) para 20 mil (em julho). Isso provocou desabastecimento nos armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento e obstáculos operacionais impedem o atendimento dos produtores rurais que necessitam do grão para os seus rebanhos.

Próxima reunião
Nesta quinta-feira (18), os parlamentares da ALPB vão se reunir na Agência Nacional de Águas (Ana) para tratar da situação do açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), que abastece Campina Grande e região, pois com a baixa ocorrência pluviométrica, o reservatório não tem recebido recarga de água. Além disso, a irrigação e o desperdício de água no sistema adutor têm piorado a situação.
Problemas, que já foram discutidos em audiência no mês de março, realizada na Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep). Até o momento, porém, nenhuma providência sobre o assunto foi adotada.

O encontro terá o objetivo de pedir providência para evitar o colapso no manancial. Junto à solicitação, os deputados também encaminharão o termo da audiência realizada em conjunto pelas Promotorias de Defesa do Meio Ambiente e de Defesa do Consumidor de Campina Grande. Na audiência, ocorrida em 18 de junho, foram apontadas sugestões para reduzir os riscos de colapso do manancial que está com apenas 47,7% da capacidade armazenada.
COMENTÁRIOS
João Suassuna - Pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, Recife
Essa é a prova clara de que não há uma política agrícola para o Semiárido nordestino. Aliás, está tudo às avessas. O referido deputado deveria estar se esforçando no sentido de trazer o milho para a Paraíba, para ser utilizado na mitigação da fome do povo residente na região semiárida, e não focar o seu uso como ração animal. O milho é uma cultura nobre e, portanto, deve ser usado na alimentação dos animais racionais. Para a pecuária, deveria haver um esforço hercúleo no sentido de se estabelecer uma política adequada para a convivência com a seca, principalmente pelo uso de plantas xerófilas - aí incluindo-se as forrageiras - e criação de animais adaptados ao clima seco.
por João SuassunaÚltima modificação 18/07/2013 08:37

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga