sábado, 28 de setembro de 2013


Ministério da Integração Nacional
Assessoria de Comunicação Social

Integração Nacional autoriza estudos de viabilidade técnica para o Eixo Oeste da Transposição do Rio São Francisco
 
Com 450 quilômetros de extensão o empreendimento beneficiará 600 mil pessoas
 
Brasília-DF, 24/9/2013 – O primeiro passo para se viabilizar a construção do Eixo Oeste do Projeto de Integração do Rio São Francisco foi dado nesta terça-feira (24), em Brasília, em um ato que reuniu o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, o governador do Piauí, Wilson Martins, e parlamentares do estado. O empreendimento terá 450 quilômetros de extensão e levará água a 600 mil habitantes de mais de vinte municípios piauienses.
 
“Este ano nós já autorizamos os estudos de viabilidade técnica do Eixo Sul, que beneficiará municípios da Bahia, e do Canal de Xingó, para levar as águas do São Francisco a cidades de Sergipe. Agora, honrando a promessa que fizemos ao governo e à bancada do Piauí, contrataremos os estudos para avaliar a viabilidade técnica, socioeconômica e ambiental do Eixo Oeste, que terá 450 quilômetros de canal e demandará um volume expressivo de recursos”, disse o ministro da Integração Nacional.
 
Bezerra Coelho destacou que esta é uma etapa imprescindível para que o empreendimento seja, no próximo ano, candidato a receber investimentos do PAC 3. “O governo federal disponibilizou no orçamento do PAC deste ano recursos para elaboração de projetos, pois em diversas consultas a governos de estado ou a prefeituras percebemos que muitos tinham pleitos, mas não possuíam projetos”, explicou, ao acrescentar que a contratação dos estudos para o Eixo Oeste está sob a responsabilidade da Codevasf [Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba].
 
O governador Wilson Martins ressaltou que a integração do sertão do Piauí ao projeto de Transposição do Rio São Francisco vai dar ao estado segurança hídrica. “É um anseio antigo de todos os piauienses. Fico ainda mais feliz por saber que este primeiro passo é, na verdade, um salto enorme, pois ao fim dos estudos de viabilidade já teremos um anteprojeto de engenharia. Agradeço à presidenta Dilma Rousseff pela decisão política de transformar nosso sonho em realidade, e ao ministro Fernando Bezerra Coelho e toda sua equipe pelo entusiasmo com que sempre tratou o pleito”, pontuou Martins.
 
O edital para contratação dos estudos de viabilidade técnica do empreendimento deverá ser publicado no Diário Oficial da União no prazo de aproximadamente 10 dias. 
 
Empreendimentos - O Projeto de Integração do Rio São Francisco vai atender mais de 12 milhões de pessoas e já é considerado a maior obra de infraestrutura hídrica construída no Brasil, estando inclusive entre as maiores do mundo.

O governo federal, em parceria com os governos estaduais, financia outras centenas de empreendimentos que estão gerando soluções definitivas para a falta d'água na região do semiárido. A cada R$ 1 investido na Integração do Rio São Francisco, outros R$ 2 são aplicados em obras estruturantes para garantir a segurança hídrica no Nordeste.
 
Foto: Adalberto Marques/MI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga