terça-feira, 11 de dezembro de 2012


Era uma vez a transposição.


Artigo de paula scarpin.


Erros de planejamento do governo, açodamento político e pouco caso das empreiteiras encarecem, atrasam e comprometem as intermináveis obras do rio São Francisco.

http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-75/anais-do-sertao/era-uma-vez-a-transposicao


Em outubro de 2009, uma equipe de assessores da Presidência foi enviada ao canteiro de obras da transposição do rio São Francisco na cidade de Floresta, interior de Pernambuco. A comitiva de Luiz Inácio Lula da Silva chegaria dali a uma semana, e os prospectores estavam em busca de boas histórias que Lula pudesse mencionar nos palanques – o que sempre gostava de fazer. A comerciante Eliane Lisboa, então com 35 anos e o rosto envelhecido pelo sol, era uma das personagens cujo enredo sevia aos propósitos do ex-presidente.

COMENTÁRIOS:

João Suassuna – Pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco, Recife

Colaboramos na realização desse artigo da revista Piauí. Conheçam as razões que levaram o projeto da transposição do rio São Francisco a, praticamente, duplicar seu orçamento. No governo de Fernando Henrique Cardoso, o projeto era orçado em R$ 4,5 bi. Atualmente, no governo Dilma, já está na casa dos R$ 8,2 bi, com tendências à alcançar os R$ 20 bi. Consta na Lei das Licitações, que é possível haver um reajuste, no que foi contratado, de até 25%. Pois bem, houve empreiteira que solicitou 80%, e as autoridades concederam esse absurdo. Sob a alegação de “contratos ruins”, as autoridades alegaram que a intenção não é a de deixar a obra parar. Há uma disposição à negociação dos aditivos reivindicados pelas empreiteiras, mesmo que ultrapassem os 25% previstos em lei. “Os aditivos costumam ser vistos como coisas ruins e onerosas para a administração pública, mas, em alguns casos, é muito melhor propor o aditivo do que relicitar”, disseram as autoridades. Pelo visto, trata-se de uma manobra difícil de aceitar. Estão subestimando a inteligência do povo brasileiro! Para esse caso, precisamos exercitar nossa cidadania. A Polícia Federal precisa estar ciente desses fatos para o bem da nação brasileira.

Anexos


(Era uma vez a transposição artigo de Paula Scarpin.docx - 111.47 Kb)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga