sexta-feira, 22 de maio de 2015

ANA determina redução da vazão do Velho Chico Impacto dessa decisão em Sergipe foi tema de discussão. http://www.infonet.com.br/cidade/ler.asp?id=172162 null A vazão do rio São Francisco será reduzida para 900m³/s (Foto: arquivo Portal Infonet) A vazão do rio São Francisco será reduzida para 900m³/s. A medida é uma determinação da Agência Nacional de Águas (ANA), que visa ao armazemento de água nos reservatórios. O impacto dessa decisão para a população sergipana foi tema de discussão técnica, realizada nesta segunda-feira, 4, na Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), entre o secretário da pasta, Olivier Chagas, representantes da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) e Ibama. Tal determinação tem o objetivo de elevar o volume de água armazenada nos reservatórios de Sobradinho e Três Marias. Com a redução da vazão é possível aumentar o volume de água armazenado nas barragens que são utilizados para a geração de energia. Em condições normais, a vazão do rio tem sido mantida entre 1.100m³/s 1.300m³/s. “É importante ressaltar que, recentemente, a vazão do rio será elevada para 1.500m³/s, entre os dias 4 e 8 de maio, para a execução do processo de difluência, apontado como solução para redução da proliferação da microalga fitolplanctônica responsável pela mancha negra que se estendeu pelo São Francisco no último mês”, disse o superintendente de Recursos Hídricos Ailton Rocha. O superintendente ainda explicou que, em razão dessa necessidade, a Chesf informa que a redução da vazão deve acontecer em um prazo de quatro semanas e de forma gradativa. “Inicialmente, a vazão será reduzida para 1.100m³/s, seguindo para 1.000m³/s, 950m³/s até chegar aos 900m³/s”. O rio São Francisco é responsável por mais de 50% do abastecimento de água da população sergipana. Presente na reunião, o diretor de operações da Deso, Sílvio Mucio fará a avaliação do impacto referente à relação entre cota/vazão. “Acreditamos que não haverá interferência na captação de água, mas precisamos mensurar a partir da relação para averiguar a necessidade de criação de um plano emergencial”. “É preciso estabelecer um planejamento estratégico que possa minimizar os possíveis impactos. Estamos disponibilizando uma equipe técnica para realizar o monitoramento desse cenário”, contou o secretário Olivier Chagas. Fonte: Semarh Sobre o assunto Velho Chico terá vazão de 1.500 m³/s durante uma semana http://remabrasil.org:8080/virtual/r/remaatlantico.org/sul/Members/suassuna/campanhas/velho-chico-tera-vazao-de-1-500-m3-s-durante-uma-semana COMENTÁRIOS João Suassuna - Pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco Ontem editei uma notícia sobre o aumento dos volumes defluentes em Sobradinho, com vistas à solução dos problema de acumulação de algas na bacia hidrográfica do Velho Chico, no trecho compreendido entre o Submédio e Baixo São Francisco. Concluí não ser sensata aquela medida. Pois bem, hoje a ANA determinou redução drástica de tais volumes, para 900 m³/s, numa manobra de puro desespero. A atitude é compreensível diante de uma estiagem descomunal na bacia do rio, cujos percentuais de acumulação, em Sobradinho (20%), têm que ser parcimoniosamente utilizados até o final de novembro do ano em curso. Não foi por falta de aviso. por João Suassuna última modificação 05/05/2015 15:40

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aventura Selvagem em Cabaceiras - Paraíba

Rodrigo Castro, fundador da Associação Caatinga, da Asa Branca e da Aliança da Caatinga

Bioma Caatinga

Vale do Catimbau - Pernambuco

Tom da Caatinga

A Caatinga Nordestina

Rio São Francisco - Momento Brasil

O mundo da Caatinga